Um pouco de minha história e como cheguei até aqui - por Leandro Figueiras


23 Aug
23Aug

Quando eu atuava como vendedor de uma grande empresa de telefonia móvel, além de ser o campeão de vendas em quase todos os meses, em menos de 8 meses após contratado fui promovido a gerente júnior, mais uns 5 meses depois fui a gerente pleno. Praticamente um ano após iniciar como vendedor fui promovido duas vezes e me tornei gerente de uma equipe de 42 vendedores. 

24 anos de idade, gerente de 42 pessoas de 18 a 40 anos, e alguns já com alguns anos de experiência na mesma empresa.

Por que eu?

Eu levava 1h30 para ir e 1h30 para voltar diariamente para o trabalho. Durante esse tempo ocioso, eu simplesmente devorei todas as apostilas sobre os sistemas de habilitação de linhas, sobre as dezenas de modelos de celular e sobre o sistema de vendas (programa SAP,  sem mouse :(  ). Naquela época a tecnologia acessível nos celulares era o jogo da cobrinha.

Em 2 meses de empresa eu já ensinava alguns outros vendedores sobre os sistemas e sobre os celulares. Eu já estava voando. Quanto mais eu sabia e ajudava os outros, mais eu era reconhecido e maior era minha motivação em continuar me desenvolvendo.

Não deu outra. 2 promoções em praticamente 1 ano. Em todas empresas que passei sempre foi assim. Em uma delas cheguei a ser sócio após 4 anos, tendo entrado como assistente.

Isso tudo não foi fácil, mas o caminho foi exatamente esse: com paciência, determinação e total confiança em mim, concentrei todo meu foco e energia em um determinado ponto que me levaria de encontro às minhas metas.

Eu simplesmente analisava o que meus superiores faziam e estudava e me dedicava feito louco para ser igual a eles. 

Minha dedicação era tão grande que eu acabava sendo, digamos, um profissional mais completo que eles.

Estudei loucamente sobre vendas. Estudei loucamente sobre comportamento. PNL, oratória, dei treinamentos, assisti centenas de vídeos e já li centenas de livros. Foquei fielmente no que iria me levar a um nível acima. Me dediquei ao máximo para ser a minha melhor versão por onde passei.

Nunca tive o objetivo de ser melhor que ninguém, muito menos o pensamento de não fazer algo porque "não sou pago para isso". Simplesmente pensei como poderia ser meu futuro se eu me dedicasse hoje, aqui e agora, sem olhar para trás.

É isso! Esse é o segredo do foco certo.

Defina, a partir de quem você é e o que você faz, quem você quer ser e onde você quer chegar.

  1. Quem você é hoje?
  2. Como está sua vida e sua conta bancária hoje?
  3. Quem você quer ser?
  4. Onde você quer chegar?

Grandíssimo abraço, #SemDesculpas e #VamosVender

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.