O poder da linguagem corporal e oratória durante uma negociação - Técnica de Vendas


09 Jan
09Jan

Você sabia que, quando o cliente coloca a mão no queixo e se inclina levemente pra frente, apoiando o cotovelo na mesa, isso indica aceitação a sua proposta e interesse em lhe ouvir?

Sabia que morder a tampa da caneta ou ficar com um objeto em mãos mexendo o tempo todo demonstra insegurança?

E a perna ou os braços cruzados? Representa defesa, ou melhor, que o cliente não está aberto ao seu interlocutor. São centenas de significados. 

Por conta disso, no processo de se comunicar, as palavras representam 7% na nossa comunicação.

O tom de voz por sua vez representa 38% e a linguagem corporal, gestos e movimentos incríveis 55%.

Ou seja, tanto no atendimento presencial ou por telefone, se não tiver a entonação na voz variando, com emoção e energia, muita empatia, sorriso no rosto e simpatia e olho no olho sua venda se tornará ainda mais difícil.

Esses dias fui numa clinica particular fazer um exame de sangue. Cheguei lá e me deparei com uma fila de umas 5 pessoas pra pegar senha pro atendimento.

Antes de entrar na fila, fui ao balcão pra perguntar a previsão de tempo do atendimento. A atendente, corretamente atendendo a fila em sua ordem, nem olhou pra mim. 

Ok, eu estava furando a fila, mesmo que pra uma única pergunta. Mas não olhar? Sequer dizer “tem que aguardar na fila, Senhor”...

Após me sentir um zé ninguém, simplesmente fui embora.

Como conquistar um cliente nos primeiros segundos do atendimento?

Como tornar prazerosa uma relação de negócios?

Essas perguntas são poderosas. Se você tratar de responde-las todos os dias pela manhã, seus resultados serão outros.

Outro detalhe é: no dia a dia e no calor de uma negociação esquecemos dos detalhes mais simples e que fazem muita diferença.

Você já se viu negociando? Ou melhor, você já gravou uma negociação sua, em áudio ou vídeo, e já se viu ou se ouviu negociando?

Vai por mim, você vai ficar surpreso, tanto pelo que você falou durante o atendimento, pelo que não falou e, principalmente, pelo COMO você falou.

O COMO é muito mais importante do que o QUE você fala.

Pense nisso, grave uma negociação sua, sem desculpas e vamos vender.

Abraços do amigo, LF

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.