Inteligência Emocional em Vendas


20 Nov
20Nov


Alguma vez, no meio de uma conversa com amigos, você reparou que alguma pessoa do grupo demonstrava certo estresse pelo simples fato de não entenderem o que ele falava? E ainda pergunta debochadamente assim: "entendeu ou quer que eu desenhe?"

E aquelas pessoas que quando recebem uma simples fechada no trânsito xingam até a 5ª geração de alguém que ele não faz nem ideia de quem seja?

Tem aqueles que você fica meses sem ver, quando encontra e pergunta como essa pessoa está, ele já responde bufando: “Ihhh, rapaz, estou trabalhando muito e ganhando pouco. Minha vida é só trabalho e estresse...”.

Eu conheço pessoas que quando fracassam em algo, como um cliente perdido, ou um prazo não cumprido, ou até aquela simples dieta prometida que não saiu do papel, culpam tantas pessoas e coisas pelo seu próprio fracasso que chegam a falar de forma mais leve por tirar a responsabilidade de sua vida de si.

É tanta desculpa e mentira esfarrapada, que essa pessoa passa a acreditar que não havia nada que ele pudesse fazer para ter sucesso. Na verdade, foi falta de sorte. Loucura isso, né?

Você conhece pessoas assim? Você não se viu nos exemplos que dei não, né? Se viu?

O nome disso é Inteligência emocional, ou melhor, a falta de inteligência emocional. 

Sei o quanto é difícil acordar, se arrumar, em alguns casos arrumar os filhos, tomar café, sair atrasado de casa, pegar trânsito, chegar no cliente e esperar um bom tempo até ser atendido, para completar, ainda receber aquele “vou pensar, te ligo amanhã”.

Muitas vezes mal dá meio dia e já estamos torcendo para o dia acabar...

Não quero pedir aqui para você passar a sorrir do nada para a sua rotina. Mas sim, para tentar enxergar tudo de forma diferente, e consequentemente agir de forma diferente com tudo que acontece com você no seu dia a dia.

O termo Inteligência Emocional ficou popular no final da década de 80, quando o Psicólogo Americano Daniel Goleman lançou o livro “Inteligência Emocional – a teoria revolucionária que redefine o que é ser inteligente”. Leia esse livro, ele muda vidas.... Na verdade, ler bons livros muda a vida, né?

Dentre diversas ideias, Goleman afirma que não há genética que explique o porquê de algumas pessoas serem bem-sucedidas e outras não.

Olha isso que loucura, suas pesquisas mostram que “a inteligência emocional representa 80% do sucesso na vida de uma pessoa”. Ou seja, se eu desenvolver bem minha inteligência emocional terei 80% de chances de ser bem-sucedido. Ual.

Para Goleman, a Inteligência Emocional é a maior responsável pelo sucesso ou insucesso dos indivíduos. Como exemplo, ele aponta que a maioria das situações de trabalho e da vida são envolvidas por relacionamentos entre as pessoas.

Isso significa que pessoas com qualidades de relacionamento humano — como afabilidade, empatia, compreensão e gentileza — têm mais chances de alcançar o sucesso.

Ou seja, aquele seu amigo que se estressa quando simplesmente não entendem o que ele diz, se tivesse inteligência emocional, qualidades de relacionamento humano, pensaria primeiro no que motiva a dificuldade do entendimento, e ao invés de se estressar mudaria pacientemente a forma de explicar.

E o amigo que xinga a todos no trânsito, com empatia e ciente de suas emoções, faria isso?

Ainda de acordo com Goleman, existem 5 habilidades da inteligência emocional.

Autoconhecimento emocional - reconhecer as nossas próprias emoções e sentimentos quando ocorrem.

Controle emocional - podemos definir como saber lidar com os próprios sentimentos, adaptando-se para cada situação vivida;

Automotivação – que é canalizar suas emoções em função de um de uma meta pessoal;

Reconhecimento de emoções em outras pessoas - a tal da empatia.

Habilidade em relacionamentos interpessoais - que é basicamente a interação com outros indivíduos usando as competências sociais.

Na neurologia, a emoção é definida como um impulso neural que move o organismo para a ação. E não temos controle sobre nossas emoções. 

Quando vemos uma criança chorando ou nos deparamos com um cão raivoso, a emoção de sentir dó ou muito medo será automática, ou melhor, inconsciente. 

A inteligência emocional nos permite ter as melhores ações de acordo com nossas emoções. Muitos de frente para um cachorro raivoso saem correndo de forma inconsciente, mesmo sendo essa uma das piores opções.

Trazendo isso tudo para área de vendas, temos uma série de conclusões que, se seguidas, irão turbinar o seu relacionamento com as pessoas, farão o vendedor ter mais paciência quando o cliente se atrasa ou diz vou pensar, afinal, com alta inteligência emocional buscamos entender o motivo antes de julgá-lo.

E quanto maior a inteligência emocional, maior seu otimismo realista. Ter um alto nível de entusiasmo é o que irá credenciar um profissional a ter resultados incomuns, a não desistir facilmente de suas metas”.

Existem várias formas de desenvolver sua inteligência emocional, vou citar alguns:

Através de leitura diária, sobre esse e diversos outros temas. Você ainda hoje pode ter preconceito à livros de autoajuda, mas não tem noção do poder da leitura positiva, o poder da leitura de conteúdos otimistas.

Acredito de verdade que o autoconhecimento é o caminho número 1 para o sucesso em todos os sentidos. Sessões de Coaching, Psicanálise, meditação... explore as opções sem desculpas que não tem tempo nem dinheiro. Quem quer dá um jeito.

Pratique o que chamo de hora da gratidão. Todo dia, seja pela manhã ou antes de dormir, escreva em um papel ou no seu bloco de notas do celular, por tudo que você é grato na vida.

Eu, Leandro Figueiras, sou grato pela minha vida, pelos meus pais que me criaram. Pela minha filha que é meu maior bem. Pela minha esposa que me complementa perfeitamente. Sou grato pela minha empresa, pela grana que conquisto. Escreva, sem parar, sem medo. Eu sou grato por estar vivo. A gratidão, quando verdadeira, é o sentimento mais poderoso, mais gostoso que podemos sentir.

Não existe motivação se não houver meta. Ou seja, a falta de motivação nada mais é que falta de propósito. Quais são os seus? Por que você acorda diariamente para sair para trabalhar? Se você respondeu ou pensou dinheiro ou para pagar contas, acorda aê, a vida está passando e rápido. Lá na frente são outras contas que vão chegar, e o pior, impagáveis.

Quais são seus sonhos? Onde você quer chegar?


Nada dá sempre certo. As coisas dão errado mesmo, isso é normal. Vão te fechar no trânsito, clientes vão dizer não, você terá que aturar o chefe chato ou a arrogância alheia. Mas nada disso muda ou deixa de existir ficando triste, impaciente ou estressado. 

Entenda sua vida e antecipe-se aos acontecimentos e aos seus sentimentos. O nome disso é preparação.

Se você quer resultados melhores, faça coisas melhores. Se tudo continuar como está agora, daqui a 5, 10 anos o que vai ter mudado? Sorte e competência caminham lado a lado.

Para fechar, vibe positiva! Otimismo. Acordar e falar palavras bonitas. Ler uma passagem bacana de um livro ou da bíblia ao invés de assistir esses programas e sites sensacionalistas. Fuja de coisas negativas.

E ao invés de ficar no Face, Insta ou Whatsapp assistindo a vida alheia, aja. Mas aja hoje. Aja agora! Deixo aqui um desafio: que tal ler o livro do Daniel Goleman dentro de 1 semana? Topa?

Ah, e olha só, sem desculpas, #VamosVender hein!


Grande abraço,

Leandro Figueiras

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.